terça-feira, 3 de janeiro de 2017

[Resenha] As Grandes Aventuras de Daniella, de L. L. Alves

Oi, pessoal! O ano começou e nada melhor que uma resenha de um livro super especial para "abrir os trabalhos" do The Nerd Bubble 2017. Este foi um dos melhores livros que li em 2016 e foi também essencial para eu descobrir uma autoestima que nunca tive na vida. Se As Grandes Aventuras de Daniella não tivesse surgido na minha vida, meu 2016 teria sido muito pior do que já foi e Lucy, minha personagem bibliotecária e plus size, provavelmente não teria nascido. Prontos para conhecer mais sobre essa história maravilhosa?


Título:As Grandes Aventuras de Daniella 
Autora: L. L. Alves
Editora: Arwen
Páginas: 242 
Ano: 2016
Gênero: Chick-lit, romance



Sinopse: Bom, o que eu tenho a dizer sobre esta história maluca que estou prestes a contar? É simples: vocês não vão acreditar. Sério mesmo. Vai parecer loucura, com minha boca suja, dois pés esquerdos, noites inusitadas e quilinhos a mais (muito mais, mas não vamos entrar em detalhes...). Mas vou fazer o quê? É a verdade. E eu vou contar para vocês porque... Sei lá. Na verdade, eu nem devia estar contando, alguns de vocês vão se chocar.
Ainda está aqui? Bom, o risco é todo seu. Prepare-se.
Ah, é verdade, esqueci de me apresentar (típico). Meu nome é Daniella Fagundes, vinte e oito anos, namoro com o Thiago há dois anos e posso dizer que tudo está mais que perfeito! (xi, exagerei agora, né?). Também adoro comer e sou diferente de qualquer outra mulher que já tenha contado sua história para vocês. Por quê? Porque sou uma daquelas mulheres conhecida como gordinha. Sabe como é? Eles não se referem a mim como a sagaz Daniella ou a superconfiante Daniella. Sou apenas a gordinha do grupo. Sempre tem que ter um, não é?
Bom, é isso aí, acho que deu para entender. Afinal, vocês estão prestes a conhecer as minhas aventuras de autoconhecimento e de... Comece a ler, ué. Não quer perder um segundo, quer?

Danielle Fagundes sempre esteve acima do peso, mas os quilos extra pareciam não lhe atrapalhar. A história, aliás, começa no que deveria ser o ponto alto da sua vida até então: trocara seu emprego terrível por uma vaga de secretária no recém-inaugurado escritório de seu namorado super gato, Thiago Pacheco, com quem o relacionamento de dois anos ia muito bem, obrigada. Mas a vida tinha algumas reviravoltas guardadas para Dani e acompanhamos sua trajetória cheia de altos e baixos rumo à autoaceitação e autoconhecimento, passando por depressão (não apenas sua), sexo casual e muitas situações inusitadas. 
Não vou entrar em detalhes sobre os desafios e problemas que nossa bem-humorada protagonista precisa enfrentar porque quero deixar que ela os surpreenda como fez a mim. Posso garantir, no entanto, que há momentos de muitos risos e outros nos quais chorei pra caramba (claro, eu sou uma manteiga-derretida e não sou um bom parâmetro pra isso).
O que mais me chamou a atenção na história foi a quantidade de trechos que eu quis marcar por ter me identificado com o que a personagem dizia ou passava; sendo "a gordinha" por muitos anos, pude ver no sofrimento e na jornada de Daniella a minha própria - desde o ciúmes causado pela insegurança até a batalha para realmente se aceitar como é, luta que toda "gordinha" conhece bem (uso aspas porque tanto eu quanto Dani odiamos essa palavra que parece ser leve por estar no diminutivo, mas carrega uma tonelada de preconceito e desaprovação). Enfim, é incrível ver uma protagonista com quem eu - alguém fisicamente fora dos padrões - possa me identificar tanto. Representatividade importa, viu?
Vamos deixar de falar de mim e focar na história, que é muito bem construída e se encaixa perfeitamente nos moldes chick-lit: temos romance, comédia, uma boa dose de sexo e uma protagonista que aprende (e nos ensina) lições importantes com o desenrolar da trama. Apesar desses pontos não serem novidade dentro deste subgênero, L. L. Alves consegue nos surpreender, instigar, chocar e emocionar. 
A autora, aliás, imprime uma personalidade própria ao livro, valendo-se do humor, da linguagem coloquial (é, com palavrões e tudo) e muita sensibilidade. Além disso, a escrita é leve, fluida, gostosa de ler e, já que é narrada em primeira pessoa, temos até um certo diálogo entre Dani e os leitores. É como estar ao seu lado, escutando direto dela a sua história. 
Falando na Daniella, esta é uma protagonista incrível. Bem-humorada, estabanada, boca-suja e simpática, não tem como como não gostar dela. Ela é, indubitavelmente, uma personagem real, uma vez que vemos nela qualidades e defeitos como em qualquer ser humano. Valorizo muito isso!
Thiago, o namorado advogado bonitão, também é um cara cheio de virtudes e falhas, e vamos conhecendo seus dois lados ao longo do livro. Impossível não querer dar-lhe umas bofetadas em muitos momentos e abraçar-lhe em outros - mas principalmente as bofetadas.
As outras personagens recorrentes são as duas amigas de Daniella, Paula e Sabrina. Elas são ótimas, super prestativas e confiáveis, como boas amigas devem ser. Só acho que, apesar de fisicamente bem diferentes, agem quase como um único ser - tive dificuldade em lembrar quem era uma e quem era a outra. Isso não atrapalha seu carisma, só gostaria de vê-las um pouco mais separadas. 
Obviamente, não vou poder revelar muitos detalhes sobre a trama e a jornada de Dani, mas preciso parabenizar a autora pelo final que deu para a história da personagem principal; foi adequado e um tanto inesperado. Outra coisinha pela qual sinto que devo elogiar L. L. Alves é por ter escolhido situar sua história aqui no Brasil, em Santa Catarina, o que não é tão comum quanto possa parecer. 
Agora vamos à parte técnica. Eu li a versão em e-book da Amazon, anterior à edição maravilhosa da Editora Arwen e não lembro de encontrar muitos erros, não - honestamente, acho que não encheram uma mão, o que garante um excelente nesse quesito. A capa já era um amor na versão independente e ficou ainda mais bonita nessa nova edição, com mais elementos e cor que a anterior. Não posso falar muito sobre a diagramação porque tudo fica meio estranho no app do Kindle, mas, pelo que folheei da edição em brochura da Arwen, a versão física ficou impecável; delicada e divertida como a história em si. 
Não posso encerrar de outra forma: recomendo este chick-lit para todo mundo que gosta de um romance diferente, cheio de risos e algumas (muitas) lágrimas. Mesmo não tendo o hábito de ler livros fora da Literatura Fantástica, fiquei apaixonada por As Grandes Aventuras de Daniella


Personagens: 3,5
Enredo: 4
Escrita: 4,5
Revisão: 5
Diagramação: 5
Capa: 5
Nota final:  4,5 

2 comentários:

  1. Camila,
    Adorei sua resenha!!
    Eu já tenho o livro da Lu há algum tempo, mas como a fila de leitura é enorme, acabo demorando muito para ler. Acho que vou pegar ele assim que terminar O Lago Negro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Como tu começa o post dessa forma? T-T Já estou lacrimejando aqui! hahaha Já falei isso, tu bem sabe, mas repito: é uma honra ter você como leitora, parceira e amiga ♥ Saber que a Dani causou essa mudança em você e como ela teve um papel fundamental em ajudá-la a pensar melhor sobre sua autoestima é algo surreal e inexplicável.
    Agora é a minha vez de desejar sublinhar várias frases dessa resenha incrível! hahaha Caramba, Ca! É incrível saber a sua opinião detalhada do livro. Não imaginava que você tinha se identificado tanto a esse ponto e aqui aproveito para repetir o que tu disse no post: representatividade importa e muito!! A Dani é a personagem mais real que já criei, exatamente por ter qualidades e defeitos. Arrisco dizer que ela é um pouco de cada um de nós, ou como usei ano passado #SomosTodosDani. Ter criado a Dani foi uma das maiores alegrias da minha vida, especialmente por ver pessoas como você se relacionando dessa forma.
    Enfim, não irei comentar tudo senão esse comentário vai ficar enorme kkkk Só quero agradecer por ter dado uma chance para essa autora que vos fala e por apoiar a literatura nacional. Você é incrível! Espero que meus próximos livros a encantem tanto quanto esse e que sempre eu possa ensinar algo através deles ♥
    Beijão

    ResponderExcluir