sábado, 10 de setembro de 2016

[Especial Setembro Amarelo] Precisamos falar sobre o suicídio


Oi, pessoal! Vocês sabiam que hoje, dia 10 de setembro, é o Dia Mundial de Combate ao Suicídio? Aliás, sabiam que este mês inteirinho é dedicado conscientizar pessoas sobre o assunto, levando informação e ajuda ao maior número possível de pessoas?
Nós do BLU - Blogueiros Literários Unidos - decidimos participar desse movimento, cada um à sua maneira, unindo informação, literatura e experiências pessoais. Então, pra começar, vamos nos informar um pouco?

Sobre o Setembro Amarelo

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, iniciada no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). 

Sobre o suicídio 

O site desta campanha, que começou em 2014, traz um arquivo em pdf cheinho de dados e explicações importantes – para quem quiser, é só clicar aqui. Apesar de recomendar fortemente essa visita ao site, vou tentar resumir as respostas que vais encontrar por lá:
  • a cada 40 segundos, uma pessoa no mundo comete suicídio;
  • a cada 45 minutos, alguém no Brasil tira sua própria vida;
  • em uma sala com 30 pessoas, 5 delas já pensaram em se matar;
  • cogitar o assunto é natural ao ser humano;
  • estima-se que de 10 a 20 milhões de pessoas tentam o suicídio a cada ano;
  • a cada pessoa que se mata, outras 6 a 10 pessoas são diretamente impactadas, sofrendo sérias consequências;
  • 90% dos suicídios podem ser evitados;
  • se tu conheces alguém nessa situação, disponha-se a ouvir e incentive a buscar ajuda especializada. Teu apoio é muito importante, mas o tratamento é indispensável.
Agora que já sabemos um pouco mais sobre esse assunto que ainda é tabu na nossa sociedade, vamos falar de livros? Embora haja dezenas de livros que abordam a depressão, a ansiedade ou o próprio suicídio, não tive a oportunidade de ler muitos. Neste ano, por acaso, li dois que podem ajudar quem se encontra em uma situação difícil ou quer conhecer mais sobre o tema:

As Grandes Aventuras de Daniella
L. L. Alves


Um chick-lit muito bem escrito, com generosas doses de comédia, mas que traz momentos de seriedade e reflexão sobre questões como autoestima, autoaceitação, depressão e tentativa de suicídio. A resenha está a caminho, mas recomendo muito a leitura deste livro da editora Arwen. 

Uma Canção para a Libélula (Parte Um e Parte Dois)
Juliana Daglio:


A duologia publicada também pela editora Arwen traz como protagonista uma pianista com passado conturbado que, por motivos de força maior, é forçada a confrontar os traumas que suprimiu por anos. Não vou entrar em detalhes para evitar spoilers (embora eles sejam um tanto inevitáveis), mas a autora descreve de maneira sensível e competente todo o caminho da personagem pelos recantos mais escuros de sua alma até a superação. Falarei mais sobre ela na resenha que virá em breve, mas posso adiantar que eu - que li a história em um momento que lutava contra meus próprios demônios (ou melhor, contra minha Vilã Cinzenta) -, também indico a leitura a todos que queiram ou precisem entender mais sobre a depressão, suicídio e a difícil mas necessária libertação de um casulo de sofrimento para que possamos nos transformar em libélula. 


Essas duas obras foram muito importantes para mim esse ano e entraram para a listinha dos meus livros favoritos de todos os tempos, não só por serem bem escritos, mas por terem essa capacidade linda de tocar e motivar o leitor (motivaram até a escritora em mim, mas isso é assunto para outro dia). 
Além desses, como eu disse antes, há muitos outros. Vou deixar aqui algumas dessas outras opções de leitura sobre transtornos psicológicos e/ou suicídio - é só clicar na imagem que tu serás direcionado para a página do livro no Skoob!


Não esqueça: sempre há um motivo pra continuar. Se precisar de ajuda para encontrá-lo, não hesite em procurar um ombro amigo e ajuda especializada (como o CVV e/ou um terapeuta). Não há vergonha alguma nisso, acredite. 


Que tal deixar um comentário aqui sobre o que achou do post - pode desabafar, se quiser - e conferir as outras postagens das gurias do BLU?
  • Dicas para escrever sobre suicídio aqui no blog Sonhos, Imaginação e Fantasia
  • Um depoimento lindo aqui no blog Entre Dimensões 
  • Mais informações e indicações literárias aqui no DNA Literário

4 comentários:

  1. O post ficou bem legal, Camila: bastante informativo, e adorei as recomendações de livros (fiquei especialmente interessada em "Uma Canção para a Libélula". E obrigada por linkar o SI&F!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Laís!! Super recomendo Uma Canção para a Libélula! A resenha deve sair esse mês ainda, mas acho mesmo que todo mundo deveria ler <3

      Bjs da Cami :3

      Excluir
  2. Dois livros que sou louca para ler rs Parabéns pela postagem, Cami!
    Acho que a parte mais linda da literatura é poder tocar o leitor no momento que ele mais precisa. Esse é um dos motivos de eu amar ler.
    E obrigada por ter iniciado com o BLU <3

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Cami! Post muito bem escrito! Parabéns! Você deve imaginar como esse tema é intenso pra mim, né? Sofro de depressão e acabo sempre inserindo essa realidade nos meus livros. Acho que devemos falar sobre o tema, porque não falar não ajuda em nada - na verdade piora. Como você disse ali, a maioria dos suicídios podem ser evitados, mas acho que ainda falta uma conscientização de que transtornos psicológicos são doenças sim, não "frescura", "mimimi"...
    Obrigada por ter mencionado a Daniella ♥ Fico muito feliz em saber que ela teve esse tipo de impacto em você *-* Beijos!

    ResponderExcluir