terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Conhecendo os Autores Nacionais #07: Marcella Rossetti

Oi, pessoal! Comemorando o aniversário dessa escritora INCRÍVEL, trago a entrevista que a Marcella respondeu para o blog! Confira e conheça mais sobre a autora do livro Filhos da Lua: O Legado (que logo terá resenha por aqui!).

Cami: Para começar, que tal uma mini-autobiografia? Nada de mais: nome, idade, aniversário (quem sabe rolam uns presentes! ^^), cidade, formação... Enfim, o que você achar relevante! 
Olá! Meu nome é Marcella Rossetti, nasci em 23 de fevereiro de 1981, na cidade de Santos, litoral do estado de São Paulo.
Sou formada em bacharelado e licenciatura em História, trabalho como professora em duas escolas particulares na cidade de Santos. 
Na adolescência, apesar de morar pertinho da praia geralmente eu a trocava para ficar o dia todo jogando RPG com os amigos. Sempre amei inventar personagens e cenários. Acredito que essa foi uma das minhas inspirações para criar o universo de Filhos da Lua: o Legado. 
A LEITORA

 

Cami: Quais são seus autores favoritos (nacionais e/ou estrangeiros)?
Marcella: Meu autor favorito nacional é com toda a certeza Rodrigo de Oliveira (Amo zumbis! Hehe...). Stephen King e J. R. R. Tolkien são meus autores estrangeiros favoritos. Adoro os personagens criados por Stephen King e sou apaixonada pelo universo de Tolkien.  

C: Lembras qual foi o livro que te fez gostar de ler?
M: Quando eu tinha onze anos li Brida, de Paulo Coelho, pois o tema de bruxaria me atraía muito na época e me lembro que a partir desse momento passei a sentir vontade de devorar livros.
 
C: Qual é o gênero literário que tu lês com mais frequência?
M: Com toda a certeza Fantasia.

C: Existe algum livro que tu aches tão incrível que tu gostarias de ter escrito?
                                 M: Senhor dos Anéis, a obra é genial.

A AUTORA

C: O que te motivou a começar a escrever?
M: A verdade é que aquilo que mais me impulsionou a escrever foram algumas lembranças negativas.
Quando eu tinha quatorze anos recebi nota zero em redação e quando eu timidamente questionei a nota, a professora me respondeu que o texto era bom demais e que eu havia copiado de algum livro. Eu era nova escola e, apesar de ter feito sozinha o texto, não discuti com ela, ficando com o zero. 

Anos depois, já na faculdade, a professora de língua portuguesa educadamente questionou a minha redação, insinuando que eu havia copiado de algum livro. Bom, a partir daí eu comecei a pensar que talvez eu devesse aceitar o desafio de escrever um...
Assim que terminei a faculdade comecei a refletir sobre o tema, a trama e os personagens. A partir daí adotei o gênero fantasia, tentando focar em uma história de lobisomens com mitologia própria e diferente das então conhecidas.


C: O que tu mais gostas de escrever (contos, poemas, horror, mistério...)?
M: Adoro escrever fantasia. Tenho um pouco de dificuldade com contos, pois minhas histórias sempre acabam ficando longas...
 
C: Quais são seus trabalhos já publicados?
M: Filhos da Lua: o Legado foi minha primeira publicação, entretanto a continuação logo estará saindo.

C: A propósito, como surgiu a oportunidade da primeira publicação?
M: A primeira oportunidade surgiu através da Amazon. Adorei a plataforma, pois ela possibilita a publicação em e-book sem qualquer custo para o autor e disponibiliza em suas lojas pelo mundo todo.
Poucos meses depois e devido as boas avaliações dos leitores na Amazon consegui chamar atenção da editora AVEC, que gostou da obra e recentemente fechamos contrato. Logo Filhos da Lua estará nas livrarias em formato físico!

C: Além da publicação em meio físico e tradicional, publicas teus trabalhos em outros lugares (como Widbook, Wattpad, e-book independente pela Amazon)?
M: Apenas publico na Amazon, mas tenho o primeiro capítulo disponível no Wattpad também.

C: Que projetos tens em mente para os próximos meses?
M: Para os próximos meses pretendo escrever alguns contos e terminar a continuação de Filhos da Lua: o Legado. Entre o primeiro livro e o segundo teremos contos de alguns personagens, a ideia é enriquecer ainda mais o universo desenvolvido.


C: E, finalmente, qual é o teu conselho para quem gosta de escrever e quer seguir esse caminho?
M: Meu maior conselho é se concentrar em estudar técnicas de escrita, se aprimore antes e durante o desenvolvimento do seu livro.
No Brasil ainda não temos muitas faculdades de escritores como há nos Estados Unidos e precisamos correr atrás. Não basta ter talento, é preciso também ter a técnica para atrair o leitor para a história que o seu talento criou. Estudei bastante e ainda estudo para desenvolver minhas habilidades de narrativa e criação e acho que nunca vou parar...
Outro conselho não se autocritique demais, deixe seu texto avançar e somente depois retorne e arrume o que não ficou satisfeito.
E fique rodeado de pessoas que acreditam em você, mas que estão dispostas a fazer críticas sinceras sobre seu trabalho, algumas das melhores cenas foram criadas reescrevendo aquelas em que meus leitores betas não haviam gostado inicialmente.

E aí, o que acharam da entrevista? Além de dizer que temos muito em comum (zumbis são ), gostaria de encerrar este post desejando muitas felicidades, sucesso, livros e saúde à essa autora que me conquistou com seus karibakis!! Parabéns, Marcella!! 

Um comentário:

  1. Oi, a Marcella é um amor de pessoa e é super talentosa, o livro dela foi um dos melhores que li ano passado, é difícil não se apaixonar pela sua escrita. Assim como ela sou apaixonada por J. R. R. Tolkien, acho ele extremamente genial, gosto bastante de filmes e séries de zumbis, mas ainda não li nenhum livro, tenho que ler haha. A entrevista ficou ótima.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir